segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

PETRÓLEO DAS MALVINAS NÃO EXISTE MAIS: Desire Petroleum alega ter confundido água com petróleo




PETRÓLEO DAS MALVINAS 
NÃO EXISTE MAIS: 
Desire Petroleum alega ter 
confundido água com óleo 

Wladmir Coelho

A Desire Petroleum, empresa com sede na Inglaterra, após anunciar a descoberta de vasto campo de petróleo nas Ilhas Malvinas no último dia 3 de dezembro comunicou que tudo não passou de um uma ilusão tendo seus técnicos confundido água com óleo e anuncia o fechamento das equivocadas perfurações. Todavia a inocente empresa através de seus puríssimos e angelicais diretores não pretendem sair do arquipélago anunciando a continuidade das pesquisas na região desta vez com clareza na identificação e classificação dos elementos geradores do mal-entendido. O anuncio da petrolífera inglesa – por pura coincidência – ocorre após o encontro de cúpula dos países ibero-americanos no qual ficou evidente o apoio dos países presentes a soberania da Argentina nas Malvinas.  Vamos aguardar os acontecimentos, mas tudo indica que a classificação dos elementos da natureza não dependem somente da verificação de suas características físicas influindo a política diretamente nestas questões. Abaixo dois links de  artigos que revelam uma base para esta afirmativa. No primeiro uma breve história do petróleo no  Arquipélago das Malvinas no qual retornamos ao ano de 1975. No segundo texto mostramos a primeira descoberta de petróleo no Amazonas passar de fato do século, nos anos 50, a mentira “cientificamente provada”.  

PETRÓLEO DAS MALVINAS CONHECIDO E OCULTADO  DESDE 1975

“O ministro Juarez Távora - através de uma longa exposição radiofônica - compara o potêncial de produção da bacia amazônica à Venezuela e previa, para o final da década de 1950, que metade do petróleo consumido no Brasil seria proveniente da região.” 

Nenhum comentário:

Arquivo do blog