sexta-feira, 6 de março de 2015

QUE SABE VOCÊ SOBRE PETRÓELO Parte 4




QUE SABE VOCÊ SOBRE PETRÓELO

Parte 4

Wladmir Coelho

General Horta Barbosa defende

 o monopólio estatal do petróleo

Arthur Bernardes contra o  imperialismo

Durante a II Guerra Mundial ficou evidente a dependência nacional dos trustes do petróleo. Neste período a Standard Oil, maior fornecedora de combustíveis, reduziu a quantidade de gasolina exportada ao Brasil ocasionando a quase paralisação das atividades econômicas.

A crise fez ressurgir o debate sobre a criação de uma empresa nacional de petróleo em condições de garantir a segurança energética. Contra o concretização desta iniciativa encontrava-se o truste da Standard Oil temerosa em perder um consumidor literalmente cativo.

Diante da pressão popular em 1947 o presidente Eurico Dutra envia ao Congresso Nacional a proposta do Estatuto do Petróleo. Esta iniciativa, entretanto, distanciava-se do clamor popular ao permitir a exploração estrangeira do petróleo. Contra o Estatuto do Petróleo levantaram-se os defensores de uma empresa nacional pública e detentora do monopólio da exploração petrolífera.

Dentre os defensores do monopólio estatal do petróleo destaco o general Horta Barbosa e sua mobilização dos diferentes setores da sociedade contra o domínio da Standard Oil e Arthur Bernardes incansável defensor de uma política energética nacional desde o início do século XX.

Bernardes, inclusive, apontava a Standard Oil como empresa representante do imperialismo dos Estados Unidos cuja missão seria manter o Brasil em sua condição colonial e apontava a criação de uma empresa estatal de petróleo como forma de garantir a soberania nacional.


Contra estes e outros defensores da segurança energética nacional dirigiram-se difamações, ódios, prisões. O povo brasileiro, todavia, entendeu a importância de garantir a criação de uma empresa estatal para explorar o petróleo brasileiro. CONTINUA... 

Nenhum comentário:

Arquivo do blog