quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

A TENTATIVA DE CALOTE DA BRITISH PETROLEUM II



A TENTATIVA DE CALOTE DA BRITISH PETROLEUM II

Wladmir Coelho

A BP apresentou inúmeros recursos à justiça dos Estados Unidos na tentativa de quebrar o acordo realizado após a tragédia que matou 11 operários e causou danos ambientais graves, em 2010, após a explosão de uma plataforma no Golfo do México.

A manipulação da quantidade de óleo derramado nas águas do Golfo do México é outro problema que surge. A justiça condenou um antigo engenheiro da empresa que criou relatórios com quantidades de óleo vazado inferiores a realidade.

Esta falsificação dos relatórios foi o primeiro calote da empresa  tendo em vista diminuir os valores da multa cobrados na Lei da Água Limpa. Esta Lei determina a quantia de 1.100 dólares por barril derramado, todavia, existindo um veredito de CULPA GRAVE (negligência) o valor eleva-se para 4.300 dólares.

Calculam-se pelo menos 4 milhões de barris derramados no Golfo do México após as explosões e pesquisadores contestam  a BP quanto a eficiência da vedação do poço. 

Nenhum comentário:

Arquivo do blog